Clima hoje
Sobec
Descec

   Amanhã
Sobec
Descec
Aqui Sudoeste
Sexta-Feira, 18 de Ago de 2017 | 03:43
Busca Aqui Sudoeste    Enviar busca
Aqui Sudoeste
O JORNAL

O jornal que fala a linguagem do povo

O Jornal AQUI SUDOESTE iniciou suas atividades em 04 de março de 1999.
Foi idealizado para levar informações aos seus leitores de forma clara e imparcial.
Nosso compromisso é informar a verdade, sem "maquiagem", doa a quem doer.
Nosso objetivo é assegurar as matérias um tratamento isento de quaisquer vinculações descompromissadas com os interesses da sociedade.
Manter essa postura não é tarefa fácil, mesmo porque em qualquer comunidade estão os que apostam na prática do "quanto pior, melhor", idéias que não podem ser alimentadas.

Isto não significa dizer que o dever de criticar, denunciar, questionar e contestar precise ser abandonado.
A liberdade de expressão é um bem que deve ser preservado.



[X] Fechar
[X] Fechar

Tamanho do texto? A A A A

Pioneiro no Sudoeste, Crematório Jardim das Oliveiras tem bastante procura em Beltrão

30/05/2017 �s 11:44

O Grupo Unifas já realiza investimentos para a construção de um segundo crematório: o de animais de estimação. Expectativa é conclui-lo ainda em 2017.


Milton e o encarregado de obras,Altair Albuquerque

Veja a galeria de fotos

Francisco Beltrão - Por Lucas Carniel

Funcionando em Francisco Beltrão há pouco mais de um ano, o Crematório Jardim das Oliveiras é o primeiro do gênero na região Sudoeste e apenas o quarto do Paraná. O investimento do Grupo Unifas está edificado às margens da PR 483, na saída para Cascavel. Atualmente, são realizadas pelo menos seis cremações mensalmente, de pessoas oriundas de várias cidades do Paraná e de Santa Catarina. O diretor do Grupo Unifas, Milton Inocêncio, afirma que a cremação é uma opção ambientalmente sustentável.

“O corpo humano é composto de 70 por cento de líquidos. Quando uma pessoa é sepultada no cemitério da forma convencional, esses líquidos, conhecidos como necrochorume, poluem o lençol freático. Esse é um problema ambiental bastante sério e uma das alternativas para evitá-lo é por meio da cremação. No Jardim das Oliveiras a cremação se dá por meio de um forno que aquece na temperatura de até 1.300 graus célsius, sem produzir cheiros, barulhos e poluição”, destaca o empresário.

A cerimônia de sepultamento é um dos diferenciais do Jardim das Oliveiras. No espaço, com mais de 1.300 metros quadrados de área construída, há três salas de velório, saguão para circulação, sala para repouso com banheiro privado, capela ecumênica, sala onde são depositadas as cinzas e a sala para o cerimonial com capacidade para 120 pessoas. Após as últimas homenagens se dá o processo de cremação propriamente dito. “O momento das últimas homenagens é muito especial. Ao terminar a cerimônia e a urna vai sendo retirada para a cremação, fica caindo uma chuva de pétalas de rosa nela, enquanto reproduzimos uma apresentação de fotos da pessoa num telão. Fazemos de tudo para que a última despedida traga conforto para os familiares e amigos. Se a pessoa optar, poderá deixar a urna com as cinzas aqui na sala de nichos”. Atualmente, 12 urnas estão na sala de nichos, também chamada de Memorial. O espaço é bastante agradável e não reproduz aquele ambiente carregado e melancólico dos cemitérios tradicionais.

Segundo Milton, muitas pessoas estão procurando a Unifas para realizar a cremação de parentes falecidos há muitos anos e que estão sepultados em cemitérios. “Realmente muitas pessoas de várias cidades estão nos procurando para isso. Na sala de nichos temos as cinzas de pessoas que morreram há vários anos. Percebemos o quanto as pessoas estão procurando a cremação, porque, além da questão ambiental, existe a preocupação de que o túmulo da pessoa seja violado pela ação de bandidos. Com a cremação, a pessoa pode deixar as cinzas do ente querido aqui no Jardim das Oliveiras, levar para casa ou ainda aspergir em lugares que o ente querido gostava”, explica.

No momento da entrevista, era realizada uma cremação. Absolutamente nenhum tipo de fumaça ou mesmo odores eram sentidos. “Temos uma estrutura bastante moderna, com filtros, para evitar qualquer tipo de contaminação do meio ambiente”, ressalta Milton.

Grupo Unifas inicia investimentos para implantar crematório de animais de estimação
O Grupo Unifas existe em Francisco Beltrão há mais de 40 anos. Além do pioneirismo na implantação do Jardim das Oliveiras, também já está realizando os investimentos para a construção do primeiro crematório para animais de estimação do Sudoeste. O espaço será o segundo do Paraná e terá 135 metros quadrados. Funcionará num terreno adquirido pelo Grupo Unifas nas proximidades do Jardim das Oliveiras.

De acordo com Milton, a intenção é conclui-lo até o final deste ano. O empresário explica que o procedimento para a cremação de animais são os mesmos empregados para seres humanos. De acordo com ele, a poluição causada pelos cadáveres de animais é maior do que a de seres humanos, porque não existem cemitérios específicos para animais. “O procedimento empregado para cremar animais de estimação é igual ao de seres humanos. Muitas pessoas consideram o seu animal de estimação um ente da família, e aqui no Jardim das Oliveiras poderão cremar o seu bichinho e manter as cinzas aqui ou levá-las para casa”, destaca.

A Unifas possibilita o parcelamento da cremação, disponibilizando planos de 12 e 48 parcelas. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (46) 3524-5767; 3055-5900; 3524-5900 ou ainda no site www.unifas.com.br.
Comentários
1 . Cada dia tem mais pessoas optando ( http://tvmundomaior.com.br/programas/cremacao/ )
Ana em 01/06/2017 �s 07:59

 Nome  (Preenchimento obrigatório)

 Email

 Comentário

Comente Também


 Central de Relacionamento    Aqui News     Política de Privacidade     Anuncie Aqui     Entre em Contato

2005-2017 Aqui Sudoeste On-line. Todos os direitos reservados.